sexta-feira, 26 de agosto de 2016

116.


E deitar-me com o braço pendurado e faltares-me lá tu, deitada no chão ao meu lado, a morder-me os dedos :( Sinto a tua falta, minha Espalha-Brasas! Matam-me as saudades, todos os dias um bocadinho mais ♥

terça-feira, 23 de agosto de 2016

115.


Titulo: Bridgend
Ano: 2015
Realizador: Jeppe Ronde
Elenco: Hanna Murray, Josh O'Connor, Adrian Rawlins, ...

Este filme descrito em 4 sílabas: es-qui-si-to!
Mas gostei. Não conhecendo a história - sem trailers nem sinopses - fiquei agradavelmente surpreendida nos últimos momentos do filme... Não estava nada à espera daquele final.
Fiquei a saber que este filme se passa no País de Gales e, mais uma vez, exacerba-se a minha curiosidade e vontade de conhecer o país. Aquelas paisagens são de cortar a respiração.

domingo, 21 de agosto de 2016

114.


Ano: 2016
Realizador: Brian DeCubellis
Elenco: Adrien Brody, Yvonne Strahovski, Jennifer Beals, ...

Quando abri este filme para o ver, pensei que estava prestes a abrir uma história de amor daqueles todas fofinhas, melodrama de fazer chorar as pedras, com um final previsivel do "E foram felizes pra sempre".
Oh, como é boa a sensação de engano nestes casos.
Adrien Brody é um actor que adoro ver trabalhar, já fez vários filmes que estão no meu top de preferências, e este, não tendo entrada directa para esse mesmo top, agradou-me mesmo muito.
Querem falar de psicopatas? Vejam o filme, então.

113.

Ontem aconteceu a primeira deslocação da época, até à capital do Móvel. Não podendo acompanhar a família da claque por estar a trabalhar no horário da tarde, e sendo aquele um turno tão calminho como foi, consegui ir espreitando o jogo através do computador.

O que vi foi um, literal, "Sporting à 2ª jornada"... Um Sporting a acertar agulhas... Entre os que estão a chegar, os que estão a sair, os que "querem" chegar, e os que nem por nada querem sair, vi várias surpresas e alguns previsíveis.

Continuo a achar que ganhar pela margem mínima (o típico Sportinguista) é pouco, é fraco... Mas enquanto for dando para os 3 pontos lá terei que me contentar, não é verdade? 
Não, não é verdade... Continuo a ver a finalização a pecar, isso tem que ter um fim. Falhar "golos feitos" tem que acabar.

O golo de Adrien (sim, o momento do jogo foi o golo daquele que é - e arrisco dizer que será PARA SEMPRE - o nosso CAPITÃO) apareceu no momento certo; pensava eu. Erradamente, achei que marcar um golo ao cair do pano da primeira parte, iria trazer um Sporting mais arrojado, mais ameaçador para a segunda parte. E quanto me enganei. A segunda parte, sem grandes momentos para nenhuma das equipas, foi muito mais equilibrada e disputada que a primeira, que pertenceu, claramente, ao Sporting.
Não posso esquecer a garra que Slimani (às vezes) demonstra, ao não desistir de jogadas que já todos deram por terminadas... Prova disso, o passe que depois resultou para o cruzamento que pôs o golo nos pés de Adrien. 

Alan Ruiz é aquele miúdo que ainda me deixa num "ver para crer". Até ao momento tem servido para o que foi contratado, veremos se é capaz de dar mais. Bruno Paulista (que entrou já quase no fim da segunda parte) acho que merece mais tempo de jogo, pelo menos para mostrar o que vale. Bryan Ruiz está a precisar de um golo para renovar a confiança perdida depois daquele desaire frente ao benfica. Gelson Martins está num óptimo caminho para ser um "miúdo magia" - tal como o Quaresma. Bruno César tem me surpreendido, mas ainda acho que, naquela posição, eu punha um Jefferson. Coates está a crescer imenso e tem sido crucial em vários momentos. Semedo, tendo ficado com o lugar do Xerife da Defesa (Maurício), está a cumprir muito bem o seu papel. William não é de agora que tem a cabeça numa futura transferência, mas continua a ser um muro no meio campo; um corpo a corpo com aquele armário nunca deve ser agradável.

E agora... João Mário! O miúdo "pura classe" que vai abandonar-nos, voar para um ninho mais alto. Tenho pena que tenha que ser sempre assim, mas confio que temos ali um verdadeiro Sportinguista... tal como o irmão. E não perco a esperança de um dia vir a vê-los jogar juntos... Quem sabe nesta casa que também é deles. Boa sorte, Johny! Tens o mundo a teus pés... Usa e abusa! 

Sporting ♥ Tu és o Melhor do Mundo!

sábado, 20 de agosto de 2016

112.


Titulo: Third Person ("Na Terceira Pessoa")
Ano: 2013
Realizador: Paul Haggis
Elenco: Liam Neeson, Mila Kunis, Adrien Brody, ...

De todos os filmes que tenho visto nos últimos tempos, a maioria vi sozinha, mas este, quis o "Deus da Compatibilidade Horária", que pudesse vê-lo com ele.
Escolher este filme pelo poster porquê? Ora... Porque tem Liam Neeson como protagonista. E esse é um dos meus actores preferidos EVER (a par de Denzel Washington).
Ligar o filme e saber que vou gostar porquê? Porque também tem Olivia Wilde... a minha maior "crush lésbica" EVER. (desde que lhe contei desta crush, chama-me Wild. Não sei se ria, se chore!)
Um filme recheado de bons actores (na minha óptica, atenção), com uma história que acaba por ser um bocado um murro no estômago.
Ambos gostámos muito... Ele começou meio de pé atrás quando viu que o género era um drama! Eu gostei do inicio ao fim. 

111.


Titulo: Now You See Me ("Mestres Da Ilusão")
Ano: 2013
Realizador: Louis Leterrier
Elenco: Jesse Eisenberg, Common, Mark Rufallo, ...

Bem... Como acho que é bom de reparar, ultimamente a lista de filmes já vistos tem aumentado a bom ritmo (sou uma desocupada, eu sei! #SóQueNão), e numa tarde em que não sabia o que me estava a apetecer, entrei num dos grupos de WhatsApp e pedi sugestões. E eis que este vem à baila.
Vi o filme todo com a sensação de que já o tinha visto... Não por o ter, efectivamente, visto - porque isso tenho a certeza que não - mas sim, porque em tempos já fizeram um outro filme (do qual não me recordo o nome) dentro do mesmo género. Se gostei? Sim... Vê-se bem... Mas não o achei extraordinário. E tendo como principio que há um "2", do filme, o fim deste acabou por ser meio que previsivel.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

110.


Titulo: The Book Thief ("A Rapariga Que Roubava Livros")
Ano: 2013
Realizador: Brian Percival
Elenco: Sophie Nélisse, Geoffrey Rush, Emily Watson, ...

Já algum tempo que tinha curiosidade de ver este filme... Sem conhecer a história, nem o poster ou o trailer; apenas pelo nome do mesmo. Não fazia a minima ideia de que era um filme que rodava à volta, mais uma vez, da perseguição nazi aos judeus.
E numa de escolhido ao caso, qual não foi o meu espanto quando, a determinada altura, um dos principais intervenientes deste drama, é um fã de Jesse Owens, personagem e protagonista do filme que tinha visto exactamente antes, na mesma tarde dedicada ao cinema.
Adorei. Não esperava aquele fim. Chorei. 

terça-feira, 16 de agosto de 2016

109.


Titulo: Race ("Race: 10 Segundos de Liberdade")
Ano: 2016
Realizador: Stephen Hopkins
Elenco: Stephan James, Jason Sudeikis, Eli Goree, ...

Como qualquer filme baseado numa história real, não podia deixar de ser uma valente chapada na moral e nos bons costumes. É óbvio que o filme tem que ter aquele finalzinho previsivel.
Mas, ainda assim, não deixa de ser um bom filme.
Quando o comecei a ver, sabia que era sobre Jogos Olimpicos, mas não sabia em que contexto seria, e fiquei deveras agradada quando me apercebi que o filme gira em torno de um dos meus temas preferidos: repressão nazi.

108.

Hoje foi dia de mudanças no blogue. Por enquanto gosto deste novo ar :) 

- Temos páginas novas no topo, de maneira a organizar melhor (principalmente as minhas) ideias.
- Temos cor nova: passámos de um azul com nuvens, para um verde básico.
- Temos aplicações todas juntas e organizadas do lado direito do ecrã.

O conteúdo, esse, não vai sofrer alterações. Vai ser o mesmo de sempre, com a "assiduidade" de sempre.

E vocês, que me dizem a isto?

107.

O campeonato nacional de futebol já começou... e com ele, chegam as picardias de sempre, as piadas que não perdem a piada, as guerras que nunca acabam mal porque a amizade tende a prevalecer.
Este ano, para mim, é um ano diferente... Pela primeira vez na minha vida, afiliei-me a uma claque do meu Clube. 
Um núcleo que foi "descontinuado" na época passada por desavenças do staff, e que este ano começa do zero com um staff novo, alguns membros antigos, mas a grande maioria tudo "fresco".
Um grupo jovem que se auto intitula "Familia". E é assim que os considero já também. 

Todos unidos pela mesma causa... 

Sporting ♥ Tu és o melhor do mundo! 

#TemosUmCampeonatoParaGanhar

106.


Titulo: The Jungle Book ("O Livro da Selva")
Ano: 2016
Realizador: Jon Favreau
Elenco: Neel Sethi, Bill Murray, Ben Kingsley, ...

Numa noite de trabalho em que o trabalho não foi assim tanto, aproveitei para passar o tempo com um filme... Escolhi este! 
Os primeiros minutos do filme deixaram-me assim meio que "de pé atrás" por causa da forma como estavam os efeitos especiais dos bichos a mover-se e a falar, mas com o decorrer do tempo, talvez por uma questão de habituação, as imagens pareceram-me mais fluidas.
Foi um filme em que por duas vezes ou três a lagriminha quis cair (mas nunca chegou efectivamente, a acontecer). E é um filme que se vê bem.
Para quem já conhece a historia do pequeno Mogli e dos seus amigos Bagheera e Baloo, são quase 2h muito bem passadas.
Acho que o puto faz um papel fantástico... Eu a falar tanto tempo sozinha, como ele passa durante todo o filme, também podia ganhar rios de dinheiro :D

105.


Titulo: Suicide Squad ("Esquadrão Suicida")
Ano: 2016
Realizador: David Ayer
Elenco: Will Smith, Jared Leto, Margot Robbie, ...

Estive uns dias em casa (isto de poder fazer trocas de turnos, às vezes é muito bom) e aproveitei para estar com os meus irmãos. 
O mais velho, que tinha estado ausente nos primeiros dias do mês, regressou na véspera do seu aniversario, dia em que fui com ele mais a minha gémea almoçar fora a um restaurante himalaia, e à tarde fomos ao cinema... coisa que não faziamos, os três juntos, há uns 10 anos, ou mais, provavelmente! 
Escolhemos ir ver este e deu para o gasto. 
Miss Harley Quinn é a maluca mais awesome que existe. Joker tem um papel perfeitamente descartavel neste filme. Num geral, é um filme que não é fantástico, mas é bom. 

104.


Titulo: Me Before You ("Viver Depois de Ti")
Ano: 2016
Realizador: Thea Sharrock
Elenco: Emilia Clarke, Sam Claflin, Janet McTeer, ...

Num dia em que sai do Serviço, às 8 da manhã, com uma dor de cabeça de morte e outro sem número de sintomas (e derivado dos meus antecedentes de doença), fui raptada para casa dos meus pais para ter alguém sempre de olho em mim.
Dormi até quase às 2 tarde, silêncio total, descanso como já andava a precisar. Levantei-me, comi (pouco) e voltei para a cama... desta feita com o portátil no colo, e ideias de ver este filme.
Desde que fecharam o meu (para sempre) amado Wareztuga, recorro ao site "TopPt" para ver os filmes, e nunca antes tive tão má experiência como daquela vez.
Abrir o filme para o deixar carregar, mas demorar uma eternidade. Começar a vê-lo, até ao primeiro "soluço" e ser assim durante um bom pedaço de tempo.
Levantar-me para ir lanchar, deixar uma nova pagina do filme a carregar, voltar e agora sim, ver o filme sem interrupções.

É um filme bonito. Para quem não conhece a história nem tem a minima ideia de como será o final, é daqueles que nos fazem querer chegar ao fim para saber como acaba... e, inevitavelmente, damos por nós a desejar que o final seja X.
Dizem que é filme para chorar. Eu não chorei. Emocionei-me a determinada altura, mas não verti às lagrimas que outros apregoam.
Emilia Clarke fica esquisita de tão linda com o seu tom natural do cabelo. As suas sobrancelhas têm vida própria e, para mim, podiam bem ser consideradas também elas próprias, protagonistas deste filme.

Gostei muito!