domingo, 21 de agosto de 2016

113.

Ontem aconteceu a primeira deslocação da época, até à capital do Móvel. Não podendo acompanhar a família da claque por estar a trabalhar no horário da tarde, e sendo aquele um turno tão calminho como foi, consegui ir espreitando o jogo através do computador.

O que vi foi um, literal, "Sporting à 2ª jornada"... Um Sporting a acertar agulhas... Entre os que estão a chegar, os que estão a sair, os que "querem" chegar, e os que nem por nada querem sair, vi várias surpresas e alguns previsíveis.

Continuo a achar que ganhar pela margem mínima (o típico Sportinguista) é pouco, é fraco... Mas enquanto for dando para os 3 pontos lá terei que me contentar, não é verdade? 
Não, não é verdade... Continuo a ver a finalização a pecar, isso tem que ter um fim. Falhar "golos feitos" tem que acabar.

O golo de Adrien (sim, o momento do jogo foi o golo daquele que é - e arrisco dizer que será PARA SEMPRE - o nosso CAPITÃO) apareceu no momento certo; pensava eu. Erradamente, achei que marcar um golo ao cair do pano da primeira parte, iria trazer um Sporting mais arrojado, mais ameaçador para a segunda parte. E quanto me enganei. A segunda parte, sem grandes momentos para nenhuma das equipas, foi muito mais equilibrada e disputada que a primeira, que pertenceu, claramente, ao Sporting.
Não posso esquecer a garra que Slimani (às vezes) demonstra, ao não desistir de jogadas que já todos deram por terminadas... Prova disso, o passe que depois resultou para o cruzamento que pôs o golo nos pés de Adrien. 

Alan Ruiz é aquele miúdo que ainda me deixa num "ver para crer". Até ao momento tem servido para o que foi contratado, veremos se é capaz de dar mais. Bruno Paulista (que entrou já quase no fim da segunda parte) acho que merece mais tempo de jogo, pelo menos para mostrar o que vale. Bryan Ruiz está a precisar de um golo para renovar a confiança perdida depois daquele desaire frente ao benfica. Gelson Martins está num óptimo caminho para ser um "miúdo magia" - tal como o Quaresma. Bruno César tem me surpreendido, mas ainda acho que, naquela posição, eu punha um Jefferson. Coates está a crescer imenso e tem sido crucial em vários momentos. Semedo, tendo ficado com o lugar do Xerife da Defesa (Maurício), está a cumprir muito bem o seu papel. William não é de agora que tem a cabeça numa futura transferência, mas continua a ser um muro no meio campo; um corpo a corpo com aquele armário nunca deve ser agradável.

E agora... João Mário! O miúdo "pura classe" que vai abandonar-nos, voar para um ninho mais alto. Tenho pena que tenha que ser sempre assim, mas confio que temos ali um verdadeiro Sportinguista... tal como o irmão. E não perco a esperança de um dia vir a vê-los jogar juntos... Quem sabe nesta casa que também é deles. Boa sorte, Johny! Tens o mundo a teus pés... Usa e abusa! 

Sporting ♥ Tu és o Melhor do Mundo!

Sem comentários: