sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

121.


Titulo: The Best of Me ("Dei-te o Melhor de Mim")
Ano: 2014
Realizador: Michael Hoffman
Elenco: James Marsden, Michelle Monaghan, Luke Bracey ...

Filme baseado em um livro de Nicolas Sparks só pode ser levezinho. 
Era um dos três (desta onda) que me faltava, e não foi - de todo - um dos meus preferidos. Um filme demasiado parado, demasiado "forçado", demasiado previsivel no fim.
Entretanto, acho que os protagonistas não combinam nada bem!

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

120.

Entrou na minha vida sem que eu desse conta e, sem desistir, foi marcando presença. Usou e abusou da paciência e da persistência e um dia conquistou-me. Sem saber como nem porquê deixei-o ser parte fundamental dos meus dias, da minha rotina, da minha vida. Do nada, era o meu primeiro pensamento ao acordar e o último antes de dormir. Agarrou numa boa dose de coragem e quis fazer-me feliz.
E faz. Desde o dia em que aceitei que seria ele "O" namorado.
No mais pequeno pormenor faz-me saber e sentir quanto amor tem para me dar. E eu não tenho dúvidas.
Surpresas como as do último fim de semana só me fazem ter cada vez mais certezas que "não é preciso muito, é muito simples na verdade..."!

Amo-te ♥

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

119.


Titulo: Being Charlie
Ano: 2015
Realizador: Rob Reiner
Elenco: Nick Robinson, Common, Cary Elwes ...

Um filme sobre um tema que não é fácil de "gerir" para muita gente... assunto tabu, de controvérsia. 
Vê-se bem, achei-o meio softzinho e previsivel.
O actor principal, apesar da carinha de menino, é um moço muito engraçadinho... giro, vá :)

sábado, 12 de novembro de 2016

118.

Só por mer(d)a curiosidade: era o "118" que era o número das informações, não era? 

Nada nesta vida é ao acaso... e só esse número poderia servir para dar uma informação importantíssima neste dia, neste blog:

"Caro 'anónimo', sou uma pessoa muito mais feliz - e descansada - desde que começaste a tomar conta da minha vida. Agradeço-te imenso o esforço que fazes por andar sempre a par das novidades. Não sei se já te apercebeste ou não, mas só ainda continuas com "acesso" a informações a meu respeito, porque eu o permito, porque sempre me ensinaram que devíamos ser solidários com a desgraça alheia, e eu gosto que tenhas algo que fazer com a tua triste vidinha. Obrigada por teres notado a minha ausência. Para sempre tua fã, Lia ♥"

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

117.

Sou doente por algo a que chama Sporting Clube de Portugal e ontem, durante 89 min, fui a pessoa mais feliz do mundo... Porque vi o meu clube cilindrar a equipa campeã da europa, dar um baile de bola Àquele pessoal que muitos acharam que nos ia humilhar.
Durante 87min, dentro de casos e casinhos, critérios desiguais e oportunidades passadas ao lado, o meu clube, a minha equipa, os meus miúdos foram superiores à equipa que jogava em casa. E o banho de água fria não foi fresco, foi gelado. Eles empataram quando, "na lei da vida", devíamos estar a levar uma tareia de golos. E chega o 2º golo quando a equipa da casa quase nada tinha feito para levar os 3 pontos deste jogo. Foi injusto. E eu já sei que o mundo do futebol nunca foi diferente disto! Fica a tristeza, mas a esperança neste grupo. Nunca antes a frase "NÓS ACREDITAMOS EM VOCÊS" me fez tanto sentido. Porque acredito em ti, Sporting. Mais que nunca: ACREDITO EM TI, MEU GRANDE AMOR!

Agradeço agora à segunda melhor família, aos que estiveram comigo naquele espaço que foi pequeno para tanto Esforço, Dedicação e Devoção. Faltou-nos a Glória, mas NUNCA nos vai faltar Amor. 

Sporting, Tu és o Melhor do Mundo! ♥

#LSFamily

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

116.


E deitar-me com o braço pendurado e faltares-me lá tu, deitada no chão ao meu lado, a morder-me os dedos :( Sinto a tua falta, minha Espalha-Brasas! Matam-me as saudades, todos os dias um bocadinho mais ♥

terça-feira, 23 de agosto de 2016

115.


Titulo: Bridgend
Ano: 2015
Realizador: Jeppe Ronde
Elenco: Hanna Murray, Josh O'Connor, Adrian Rawlins, ...

Este filme descrito em 4 sílabas: es-qui-si-to!
Mas gostei. Não conhecendo a história - sem trailers nem sinopses - fiquei agradavelmente surpreendida nos últimos momentos do filme... Não estava nada à espera daquele final.
Fiquei a saber que este filme se passa no País de Gales e, mais uma vez, exacerba-se a minha curiosidade e vontade de conhecer o país. Aquelas paisagens são de cortar a respiração.