sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

121.


Titulo: The Best of Me ("Dei-te o Melhor de Mim")
Ano: 2014
Realizador: Michael Hoffman
Elenco: James Marsden, Michelle Monaghan, Luke Bracey ...

Filme baseado em um livro de Nicolas Sparks só pode ser levezinho. 
Era um dos três (desta onda) que me faltava, e não foi - de todo - um dos meus preferidos. Um filme demasiado parado, demasiado "forçado", demasiado previsivel no fim.
Entretanto, acho que os protagonistas não combinam nada bem!

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

120.

Entrou na minha vida sem que eu desse conta e, sem desistir, foi marcando presença. Usou e abusou da paciência e da persistência e um dia conquistou-me. Sem saber como nem porquê deixei-o ser parte fundamental dos meus dias, da minha rotina, da minha vida. Do nada, era o meu primeiro pensamento ao acordar e o último antes de dormir. Agarrou numa boa dose de coragem e quis fazer-me feliz.
E faz. Desde o dia em que aceitei que seria ele "O" namorado.
No mais pequeno pormenor faz-me saber e sentir quanto amor tem para me dar. E eu não tenho dúvidas.
Surpresas como as do último fim de semana só me fazem ter cada vez mais certezas que "não é preciso muito, é muito simples na verdade..."!

Amo-te ♥

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

119.


Titulo: Being Charlie
Ano: 2015
Realizador: Rob Reiner
Elenco: Nick Robinson, Common, Cary Elwes ...

Um filme sobre um tema que não é fácil de "gerir" para muita gente... assunto tabu, de controvérsia. 
Vê-se bem, achei-o meio softzinho e previsivel.
O actor principal, apesar da carinha de menino, é um moço muito engraçadinho... giro, vá :)

sábado, 12 de novembro de 2016

118.

Só por mer(d)a curiosidade: era o "118" que era o número das informações, não era? 

Nada nesta vida é ao acaso... e só esse número poderia servir para dar uma informação importantíssima neste dia, neste blog:

"Caro 'anónimo', sou uma pessoa muito mais feliz - e descansada - desde que começaste a tomar conta da minha vida. Agradeço-te imenso o esforço que fazes por andar sempre a par das novidades. Não sei se já te apercebeste ou não, mas só ainda continuas com "acesso" a informações a meu respeito, porque eu o permito, porque sempre me ensinaram que devíamos ser solidários com a desgraça alheia, e eu gosto que tenhas algo que fazer com a tua triste vidinha. Obrigada por teres notado a minha ausência. Para sempre tua fã, Lia ♥"

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

117.

Sou doente por algo a que chama Sporting Clube de Portugal e ontem, durante 89 min, fui a pessoa mais feliz do mundo... Porque vi o meu clube cilindrar a equipa campeã da europa, dar um baile de bola Àquele pessoal que muitos acharam que nos ia humilhar.
Durante 87min, dentro de casos e casinhos, critérios desiguais e oportunidades passadas ao lado, o meu clube, a minha equipa, os meus miúdos foram superiores à equipa que jogava em casa. E o banho de água fria não foi fresco, foi gelado. Eles empataram quando, "na lei da vida", devíamos estar a levar uma tareia de golos. E chega o 2º golo quando a equipa da casa quase nada tinha feito para levar os 3 pontos deste jogo. Foi injusto. E eu já sei que o mundo do futebol nunca foi diferente disto! Fica a tristeza, mas a esperança neste grupo. Nunca antes a frase "NÓS ACREDITAMOS EM VOCÊS" me fez tanto sentido. Porque acredito em ti, Sporting. Mais que nunca: ACREDITO EM TI, MEU GRANDE AMOR!

Agradeço agora à segunda melhor família, aos que estiveram comigo naquele espaço que foi pequeno para tanto Esforço, Dedicação e Devoção. Faltou-nos a Glória, mas NUNCA nos vai faltar Amor. 

Sporting, Tu és o Melhor do Mundo! ♥

#LSFamily

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

116.


E deitar-me com o braço pendurado e faltares-me lá tu, deitada no chão ao meu lado, a morder-me os dedos :( Sinto a tua falta, minha Espalha-Brasas! Matam-me as saudades, todos os dias um bocadinho mais ♥

terça-feira, 23 de agosto de 2016

115.


Titulo: Bridgend
Ano: 2015
Realizador: Jeppe Ronde
Elenco: Hanna Murray, Josh O'Connor, Adrian Rawlins, ...

Este filme descrito em 4 sílabas: es-qui-si-to!
Mas gostei. Não conhecendo a história - sem trailers nem sinopses - fiquei agradavelmente surpreendida nos últimos momentos do filme... Não estava nada à espera daquele final.
Fiquei a saber que este filme se passa no País de Gales e, mais uma vez, exacerba-se a minha curiosidade e vontade de conhecer o país. Aquelas paisagens são de cortar a respiração.

domingo, 21 de agosto de 2016

114.


Ano: 2016
Realizador: Brian DeCubellis
Elenco: Adrien Brody, Yvonne Strahovski, Jennifer Beals, ...

Quando abri este filme para o ver, pensei que estava prestes a abrir uma história de amor daqueles todas fofinhas, melodrama de fazer chorar as pedras, com um final previsivel do "E foram felizes pra sempre".
Oh, como é boa a sensação de engano nestes casos.
Adrien Brody é um actor que adoro ver trabalhar, já fez vários filmes que estão no meu top de preferências, e este, não tendo entrada directa para esse mesmo top, agradou-me mesmo muito.
Querem falar de psicopatas? Vejam o filme, então.

113.

Ontem aconteceu a primeira deslocação da época, até à capital do Móvel. Não podendo acompanhar a família da claque por estar a trabalhar no horário da tarde, e sendo aquele um turno tão calminho como foi, consegui ir espreitando o jogo através do computador.

O que vi foi um, literal, "Sporting à 2ª jornada"... Um Sporting a acertar agulhas... Entre os que estão a chegar, os que estão a sair, os que "querem" chegar, e os que nem por nada querem sair, vi várias surpresas e alguns previsíveis.

Continuo a achar que ganhar pela margem mínima (o típico Sportinguista) é pouco, é fraco... Mas enquanto for dando para os 3 pontos lá terei que me contentar, não é verdade? 
Não, não é verdade... Continuo a ver a finalização a pecar, isso tem que ter um fim. Falhar "golos feitos" tem que acabar.

O golo de Adrien (sim, o momento do jogo foi o golo daquele que é - e arrisco dizer que será PARA SEMPRE - o nosso CAPITÃO) apareceu no momento certo; pensava eu. Erradamente, achei que marcar um golo ao cair do pano da primeira parte, iria trazer um Sporting mais arrojado, mais ameaçador para a segunda parte. E quanto me enganei. A segunda parte, sem grandes momentos para nenhuma das equipas, foi muito mais equilibrada e disputada que a primeira, que pertenceu, claramente, ao Sporting.
Não posso esquecer a garra que Slimani (às vezes) demonstra, ao não desistir de jogadas que já todos deram por terminadas... Prova disso, o passe que depois resultou para o cruzamento que pôs o golo nos pés de Adrien. 

Alan Ruiz é aquele miúdo que ainda me deixa num "ver para crer". Até ao momento tem servido para o que foi contratado, veremos se é capaz de dar mais. Bruno Paulista (que entrou já quase no fim da segunda parte) acho que merece mais tempo de jogo, pelo menos para mostrar o que vale. Bryan Ruiz está a precisar de um golo para renovar a confiança perdida depois daquele desaire frente ao benfica. Gelson Martins está num óptimo caminho para ser um "miúdo magia" - tal como o Quaresma. Bruno César tem me surpreendido, mas ainda acho que, naquela posição, eu punha um Jefferson. Coates está a crescer imenso e tem sido crucial em vários momentos. Semedo, tendo ficado com o lugar do Xerife da Defesa (Maurício), está a cumprir muito bem o seu papel. William não é de agora que tem a cabeça numa futura transferência, mas continua a ser um muro no meio campo; um corpo a corpo com aquele armário nunca deve ser agradável.

E agora... João Mário! O miúdo "pura classe" que vai abandonar-nos, voar para um ninho mais alto. Tenho pena que tenha que ser sempre assim, mas confio que temos ali um verdadeiro Sportinguista... tal como o irmão. E não perco a esperança de um dia vir a vê-los jogar juntos... Quem sabe nesta casa que também é deles. Boa sorte, Johny! Tens o mundo a teus pés... Usa e abusa! 

Sporting ♥ Tu és o Melhor do Mundo!

sábado, 20 de agosto de 2016

112.


Titulo: Third Person ("Na Terceira Pessoa")
Ano: 2013
Realizador: Paul Haggis
Elenco: Liam Neeson, Mila Kunis, Adrien Brody, ...

De todos os filmes que tenho visto nos últimos tempos, a maioria vi sozinha, mas este, quis o "Deus da Compatibilidade Horária", que pudesse vê-lo com ele.
Escolher este filme pelo poster porquê? Ora... Porque tem Liam Neeson como protagonista. E esse é um dos meus actores preferidos EVER (a par de Denzel Washington).
Ligar o filme e saber que vou gostar porquê? Porque também tem Olivia Wilde... a minha maior "crush lésbica" EVER. (desde que lhe contei desta crush, chama-me Wild. Não sei se ria, se chore!)
Um filme recheado de bons actores (na minha óptica, atenção), com uma história que acaba por ser um bocado um murro no estômago.
Ambos gostámos muito... Ele começou meio de pé atrás quando viu que o género era um drama! Eu gostei do inicio ao fim. 

111.


Titulo: Now You See Me ("Mestres Da Ilusão")
Ano: 2013
Realizador: Louis Leterrier
Elenco: Jesse Eisenberg, Common, Mark Rufallo, ...

Bem... Como acho que é bom de reparar, ultimamente a lista de filmes já vistos tem aumentado a bom ritmo (sou uma desocupada, eu sei! #SóQueNão), e numa tarde em que não sabia o que me estava a apetecer, entrei num dos grupos de WhatsApp e pedi sugestões. E eis que este vem à baila.
Vi o filme todo com a sensação de que já o tinha visto... Não por o ter, efectivamente, visto - porque isso tenho a certeza que não - mas sim, porque em tempos já fizeram um outro filme (do qual não me recordo o nome) dentro do mesmo género. Se gostei? Sim... Vê-se bem... Mas não o achei extraordinário. E tendo como principio que há um "2", do filme, o fim deste acabou por ser meio que previsivel.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

110.


Titulo: The Book Thief ("A Rapariga Que Roubava Livros")
Ano: 2013
Realizador: Brian Percival
Elenco: Sophie Nélisse, Geoffrey Rush, Emily Watson, ...

Já algum tempo que tinha curiosidade de ver este filme... Sem conhecer a história, nem o poster ou o trailer; apenas pelo nome do mesmo. Não fazia a minima ideia de que era um filme que rodava à volta, mais uma vez, da perseguição nazi aos judeus.
E numa de escolhido ao caso, qual não foi o meu espanto quando, a determinada altura, um dos principais intervenientes deste drama, é um fã de Jesse Owens, personagem e protagonista do filme que tinha visto exactamente antes, na mesma tarde dedicada ao cinema.
Adorei. Não esperava aquele fim. Chorei. 

terça-feira, 16 de agosto de 2016

109.


Titulo: Race ("Race: 10 Segundos de Liberdade")
Ano: 2016
Realizador: Stephen Hopkins
Elenco: Stephan James, Jason Sudeikis, Eli Goree, ...

Como qualquer filme baseado numa história real, não podia deixar de ser uma valente chapada na moral e nos bons costumes. É óbvio que o filme tem que ter aquele finalzinho previsivel.
Mas, ainda assim, não deixa de ser um bom filme.
Quando o comecei a ver, sabia que era sobre Jogos Olimpicos, mas não sabia em que contexto seria, e fiquei deveras agradada quando me apercebi que o filme gira em torno de um dos meus temas preferidos: repressão nazi.

108.

Hoje foi dia de mudanças no blogue. Por enquanto gosto deste novo ar :) 

- Temos páginas novas no topo, de maneira a organizar melhor (principalmente as minhas) ideias.
- Temos cor nova: passámos de um azul com nuvens, para um verde básico.
- Temos aplicações todas juntas e organizadas do lado direito do ecrã.

O conteúdo, esse, não vai sofrer alterações. Vai ser o mesmo de sempre, com a "assiduidade" de sempre.

E vocês, que me dizem a isto?

107.

O campeonato nacional de futebol já começou... e com ele, chegam as picardias de sempre, as piadas que não perdem a piada, as guerras que nunca acabam mal porque a amizade tende a prevalecer.
Este ano, para mim, é um ano diferente... Pela primeira vez na minha vida, afiliei-me a uma claque do meu Clube. 
Um núcleo que foi "descontinuado" na época passada por desavenças do staff, e que este ano começa do zero com um staff novo, alguns membros antigos, mas a grande maioria tudo "fresco".
Um grupo jovem que se auto intitula "Familia". E é assim que os considero já também. 

Todos unidos pela mesma causa... 

Sporting ♥ Tu és o melhor do mundo! 

#TemosUmCampeonatoParaGanhar

106.


Titulo: The Jungle Book ("O Livro da Selva")
Ano: 2016
Realizador: Jon Favreau
Elenco: Neel Sethi, Bill Murray, Ben Kingsley, ...

Numa noite de trabalho em que o trabalho não foi assim tanto, aproveitei para passar o tempo com um filme... Escolhi este! 
Os primeiros minutos do filme deixaram-me assim meio que "de pé atrás" por causa da forma como estavam os efeitos especiais dos bichos a mover-se e a falar, mas com o decorrer do tempo, talvez por uma questão de habituação, as imagens pareceram-me mais fluidas.
Foi um filme em que por duas vezes ou três a lagriminha quis cair (mas nunca chegou efectivamente, a acontecer). E é um filme que se vê bem.
Para quem já conhece a historia do pequeno Mogli e dos seus amigos Bagheera e Baloo, são quase 2h muito bem passadas.
Acho que o puto faz um papel fantástico... Eu a falar tanto tempo sozinha, como ele passa durante todo o filme, também podia ganhar rios de dinheiro :D

105.


Titulo: Suicide Squad ("Esquadrão Suicida")
Ano: 2016
Realizador: David Ayer
Elenco: Will Smith, Jared Leto, Margot Robbie, ...

Estive uns dias em casa (isto de poder fazer trocas de turnos, às vezes é muito bom) e aproveitei para estar com os meus irmãos. 
O mais velho, que tinha estado ausente nos primeiros dias do mês, regressou na véspera do seu aniversario, dia em que fui com ele mais a minha gémea almoçar fora a um restaurante himalaia, e à tarde fomos ao cinema... coisa que não faziamos, os três juntos, há uns 10 anos, ou mais, provavelmente! 
Escolhemos ir ver este e deu para o gasto. 
Miss Harley Quinn é a maluca mais awesome que existe. Joker tem um papel perfeitamente descartavel neste filme. Num geral, é um filme que não é fantástico, mas é bom. 

104.


Titulo: Me Before You ("Viver Depois de Ti")
Ano: 2016
Realizador: Thea Sharrock
Elenco: Emilia Clarke, Sam Claflin, Janet McTeer, ...

Num dia em que sai do Serviço, às 8 da manhã, com uma dor de cabeça de morte e outro sem número de sintomas (e derivado dos meus antecedentes de doença), fui raptada para casa dos meus pais para ter alguém sempre de olho em mim.
Dormi até quase às 2 tarde, silêncio total, descanso como já andava a precisar. Levantei-me, comi (pouco) e voltei para a cama... desta feita com o portátil no colo, e ideias de ver este filme.
Desde que fecharam o meu (para sempre) amado Wareztuga, recorro ao site "TopPt" para ver os filmes, e nunca antes tive tão má experiência como daquela vez.
Abrir o filme para o deixar carregar, mas demorar uma eternidade. Começar a vê-lo, até ao primeiro "soluço" e ser assim durante um bom pedaço de tempo.
Levantar-me para ir lanchar, deixar uma nova pagina do filme a carregar, voltar e agora sim, ver o filme sem interrupções.

É um filme bonito. Para quem não conhece a história nem tem a minima ideia de como será o final, é daqueles que nos fazem querer chegar ao fim para saber como acaba... e, inevitavelmente, damos por nós a desejar que o final seja X.
Dizem que é filme para chorar. Eu não chorei. Emocionei-me a determinada altura, mas não verti às lagrimas que outros apregoam.
Emilia Clarke fica esquisita de tão linda com o seu tom natural do cabelo. As suas sobrancelhas têm vida própria e, para mim, podiam bem ser consideradas também elas próprias, protagonistas deste filme.

Gostei muito! 

quinta-feira, 16 de junho de 2016

103.

O dia em que me apresento ao trabalho, depois das férias, coincide com o dia em que faz exactamente dois anos que pisei pela primeira vez aquele que é o meu Mundo.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

102.

Bem... Vamos cá escrever qualquer coisa acerca do mundo dos últimos tempos.

- Houve um atentado à liberdade de expressão, liberdade sexual, liberdade só por si, numa discoteca, nos EUA. O mundo, num geral, fica chocado, escreve textos a repudiar tal acontecimento, o mundo, num geral, é liberal (?) o suficiente para respeitar escolhas de outrem. Entretanto, milhentas "figuras públicas", escrevem na sua página oficial acerca do assunto. E quem é o único contemplado com capas de jornais e revistas? Rui Maria Pêgo que, choque-se o mundo, "assumiu" a sua homossexualidade.
Não, senhores jornaleiros, Rui Maria Pêgo não assumiu a sua homossexualidade... Rui Maria Pêgo escreveu um texto onde abomina todo e qualquer tipo de ódio a todo e qualquer tipo de liberdade... POR ACASO, referiu a sua orientação sexual... Mas foi só isso: Um acaso! E ninguém tem nada a ver com isso.
E de um texto com tanto para se tirar, os jornalecos deste rectângulo de terra, tiram apenas UMA frase: "Coincide gostar de homens.". 

- Um casal "foi aos treinos" em plena praia fluvial, em Paredes de Coura, com uma criança de 6 anos ao lado, que veio a saber-se ser a filha mais nova da senhora. E tudo neste assunto está errado: o casal a fazer sexo em público, o casal a fazer sexo em frente a uma criança de 6 anos, uma família (com um sem número de crianças) a assistir e ainda a "gozar o prato", um homem que pega num telemóvel para filmar toda a cena, o mesmo homem que, não contente, ainda publica o referido video. 
Começa pela "sem vergonha" daquele casal que não pôde chegar a casa para saciar a fome, a sede, o desejo, o c*** que os f*** (literalmente)! - Digam-me cá (quem viu o video), aquele senhor estava com toda uma postura de quem estava a adorar o momento, não estava? (#sqn).
E a abécula que filmou tudo...? Ouve-se, ao longo dos quase 11min que tem o filme, dizer várias vezes que era uma falta de respeito e noção estarem a fazer aquilo à frente de uma criança mas... E mexer a merda do rabiosque para intervir e chamar aqueles dois adultos à atenção? Ou até mesmo pegar no mesmo telemóvel com que filmou, ligar para as autoridades competentes.. Podia filmar na mesma... Apenas como prova, e não como exposição. 

- Portugal estreou-se no Europeu com um empate com a Islândia. Venham cá, defensores da Selecção... Digam-me cá: é a jogar como jogaram ontem que têm fé neste campeonato? Ok... Era só isso que queria saber!

- Estou de férias desde o dia 27 de Maio e regresso amanhã ao trabalho. E com tanto tempo livre que tive, quando é que eu tinha que acordar mega constipada? Exacto.. HOJE! 

segunda-feira, 6 de junho de 2016

101.

Há pessoas que chegam à nossa vida para nos ensinar a ser melhores, para serem melhores connosco... Fazem-se sentir em pequenos gestos e em poucas mas boas palavras. Estas pessoas nem sempre ficam "para sempre" por perto, mas ficam em nós enquanto vivermos.
Depois há pessoas que chegam à nossa vida com uma pele de cordeiro - que vestem por tempo indeterminado - mas que acabam por dar lugar à sua verdadeira pele: a de lobo mau. Estas pessoas escolhem, invariavelmente, o pior caminho para chegar até nós, e em vez de nos tornarem pessoas melhores, tornam-nos pessoas mais fortes. Porque temos que o ser, porque volta e meia precisamos de uma força sobre humana e de um auto controlo gigante para não lhes partir a tromba em bocados.

E se os bons não ficam para sempre, os maus também não hão-de ficar! 

segunda-feira, 23 de maio de 2016

100.


Titulo: When in Rome ("Quando em Roma")
Ano: 2010
Realizador: Mark Steven Johnson
Elenco: Kristen Bell, Josh Duhamel, Anjelica Huston ...

Tipico filme de domingo à tarde. Podia ser literal, mas por acaso vi-o no passado sábado, numa dessas sessões de cinema que passam (finalmente voltaram!) num dos nossos canais generalistas.
Aquelas comédias românticas que caem bem a quase toda a gente, filmezinho fácil de ver, com aquele final feliz tão previsivel quanto seria possivel.
Acho a Kristen Bell uma mulher tão linda, tão simples, tão tudo-de-bom. Tenho pena que não apareça muito! 
Josh Duhamel tem um efeito um bocado esquisito em mim, que eu nem sequer sei exactamente explicar. Para além de o achar giro giro giro, há ali "mais qualquer coisa". Pronto, gosto! Ponto final.

sábado, 14 de maio de 2016

99.


Titulo: The Huntsman; Winter's War ("O Caçador e a Rainha do Gelo")
Ano: 2016
Realizador: Cedric Nicolas-Troyan
Elenco: Chris Hemsworth, Jessica Chastain, Charlize Theron ...

Fomos ao cinema outra vez na semana que passou...
Da última vez que tinhamos ido, vimos a apresentação deste filme e ficámos com alguma curiosidade e vontade de o ver (os dois por motivos diferentes)!
Para ele, fã de tudo o que é eras antigas, reis, rainhas, misticidade... Para mim.... Bem, para mim Chris Hemsworth! :) 
Vê-se bem, entretém, Charlize Theron não envelhece? 
Saímos de lá com a mesma sensação que o filme quer passar: o amor pode tudo, o amor vence tudo! ♥

terça-feira, 3 de maio de 2016

96.


Titulo: Triple 9
Ano: 2016
Realizador: John Hillcoat
Elenco: Casey Affleck, Anthony Mackie, Kate Winslet ...

Eu não devia dizer isto, mas a verdade é que no meu local de trabalho há alturas em que o trabalho não é muito, além das rotinas próprias do Serviço e, por isso, sobra-nos tempo para fazer algumas coisas que, em situações normais, não passariam pela cabeça de ninguém. A mim, de vez em quando, dá-me para estudar, outras vezes - quando a vontade de estudar é nula - dá para ver filmes. E foi o que fiz no meu último turno nocturno (de referir que este turno é o único que possibilita este género de "aventuras").
O filme escolhido foi este. Abrir o site de partilha, correr a lista de filmes existentes, parar num e pôr a rodar.
Porrada com fartura, tiros à pazada, sangue a rodos. Garanto-vos que estes são os ingredientes e que a receita ficou bem saborosa. Gostei! (muito por causa do fim nada previsivel)

sexta-feira, 22 de abril de 2016

95.


Cada ano mais perto dos 30... Cada dia mais apaixonada por ti! ♥

(e serás o mesmo, ou outro? bah...)

segunda-feira, 18 de abril de 2016

94.

Chateiam-me um bocado os blogs onde não dá para comentar... Eu, que gosto de ter sempre (embora não tenha sempre) uma opinião a dar sobre algo!

93.

Apetece-vos ouvir música? Não? A mim apetece...


domingo, 17 de abril de 2016

92.

Desde que voltei a escrever (mais) assiduamente aqui, não li nada dos cinquenta mil blogs que sigo. Uso o "feedly" que, coitadinho, às páginas tantas deve ter parado de contabilizar os posts que eu tinha para ler... Ali algures entre os mil e qualquer coisa.

Nos últimos 2 dias tenho lido imensos de enfiada... Tenho comentado alguns, tenho lido na integra quase todos! Já tinha saudades de acompanhar algumas peripécias desta malta.

Apercebi-me, no entanto, que pelos vistos ando a perder muita animação por esse mundo fora, só à conta de não ver televisão de todo, nem ter facebook! 

sexta-feira, 15 de abril de 2016

91.


Titulo: Her ("Uma História de Amor")
Ano: 2013
Realizador: Spike Jonze
Elenco: Joaquin Phoenix, Scarlett Johansson, Amy Adams ...

(Não sei se já mencionei este filme neste blog)
Folga + dia de chuva = filme debaixo das mantas. 
Desta vez calhou de (re)ver este. Foi um filme que gostei de ver a primeira vez, e que gostei de ver esta segunda. Um futuro não assim tão distante e quase que a extinção da especie humana, são duas conclusões a que chego depois de o ver. 
Joaquin Phoenix está tão esquisito neste filme... próprio da personagem, eu sei! Mas ainda assim estranho.
Scarlett excepcionalmente bem escolhida para o "papel" que desempenhou; sou de opinião que é das actrizes de Hollywood com a voz mais sexy e a postura mais sensual (sexual?).

quinta-feira, 14 de abril de 2016

90.


E entretanto passou 1 ano que nasceste... Hoje, há um ano atrás, vinhas ao mundo para encher a minha vida, para mudar a minha vida... Hoje, há um ano atrás, ninguém previa o teu fim - bolas, não é um fim; vamos chamar-lhe só intervalo - tão cedo! Viveste 8 meses, 7 dos quais comigo... E nada nem ninguém iguala a tua presença ou apaga a tua ausência. Farias hoje 1 ano, Jubz! Prometo que noutra vida vamos festejar muito mais. Desculpa, meu pequeno anjo. Obrigada, meu pequeno demónio. Parabéns, meu grande amor! ♥

domingo, 10 de abril de 2016

89.


Eu podia não ser completamente apaixonada por ti, mas por acaso até sou... ♥

sexta-feira, 8 de abril de 2016

88.


Titulo: 10 Cloverfield Lane
Ano: 2016
Realizador: Dan Trachtenberg
Elenco: John Goodman, Mary Elizabeth Winstead, John Gallagher Jr. ...

Fomos ontem ao cinema ver este filme (acho que este ano - que ainda só vai em Abril - já fui mais vezes ao cinema do que nos últimos - sei lá - 3 anos)!
Normalmente não sou muito adepta de thrillers, embora já tenha visto alguns de que gostei muito. Este, se me dessem oportunidade para o ver de novo, não teria dado dinheiro por ele. Não é que não tenha gostado... Gostei! Mas não era preciso pagar 6€ para o ver; digo eu que não vale esse dinheiro.
Tem uma primeira parte (apenas tendo em conta cinemas que façam intervalo - ou para cinemas que não o façam, ou para malta que o veja em casa, a primeira hora de filme) muito parada para o género de filme que é. Ao fim de um bom bocado a coisa lá anima, e até se apanha um susto ou outro (que o diga a pessoa que estava sentada ao meu lado). 
Há dois ou três momentos que pomos alguns pormenores da historia em causa (não é à base disso que se vive um thriller?) e outros momentos que não estamos rigorosamente nada à espera, mas é um filme "assim assim".

87.


Titulo: Aloha
Ano: 2015
Realizador: Cameron Crowe
Elenco: Bradley Cooper, Rachel McAdams, Emma Stone ...

Depois de uma noite péssima, muito mal dormida, a ideia era ficar por casa, de preferência entre a cama e o sofá, a fazer nada ou praticamente isso. Decidi ver um filme que não puxasse muito pela minha atenção. mas que satisfizesse. Escolhi este, no meio de tantos outros e serviu bem o seu papel.
Bradleyzinho não comento; é uma crush já bem antiga (terá sido esse o motivo - aquele sorriso, valha-me deus! - que me fez escolher o filme?). Rachel é linda de morrer, não a acho grande espingarda como atriz mas safa-se sempre bem; é pura classe. Emma Stone, por qualquer motivo, é uma menina com quem embirro muito e com quem ainda não criei uma empatia, mas gostei deste papel.
E fixei mais ainda na minha ideia que não tenho curiosidade nenhuma de visitar o Hawai. 

86.


Titulo: Safe Haven ("Um Refúgio para a Vida")
Ano: 2013
Realizador: Lasse Hallstrom
Elenco: Julianne Hough, Josh Duhamel, Cobie Smulders ...

Ora bem... Começar por dizer que é um filme baseado num livro de Nicholas Sparks e, portanto, softzinho, tipico para ver como eu o vi: sem remorsos de adormecer caso acontecesse. Não aconteceu!
Nunca tinha visto esta rapariga (Julianne), mas é tão bonita; bonita de tão simples! Dele nada a declarar.
Não li o livro que diz respeito a este filme e, se calhar por isso, não estava à espera de um certo pormenor da história. Já outro... Bem... Nada a fazer: previsivel! 

terça-feira, 22 de março de 2016

85.

Hoje não me apetece "rezar" por Bruxelas, mas sim pelo Mundo inteiro.

84.


Titulo: London Has Fallen ("Assalto a Londres")
Ano: 2016
Realizador: Babak Najafi
Elenco: Gerard Butler, Aaron Eckhart, Morgan Freeman ...

Mais um filme visto no cinema, que - digo eu - é onde este filme merece ser visto. 
Efeitos especiais a cada minuto, porrada a cada segundo. Muito bom :D Senhor Presidente um charme só, senhor guarda costas toda uma beleza. Morgan Freeman tão espetacularmente igual a si próprio.
É um filme que, pelo menos a mim, me deixa com algum receio dos tempos actuais e da pouca confiança que podemos dispensar a pessoas e a momentos.


83.


Titulo: Deadpool
Ano: 2016
Realizador: Tim Miller
Elenco: Ryan Reynolds, Morena Baccarin, TJ Miller ...

Marvel. Marvel outra vez. E Marvel over and over again. 
Nunca fui fã das histórias da Marvel, mas acho que vi quase todos os filmes que foram feitos acerca destes super-heróis, e confesso: estou a ficar cada vez mais agarrada. Não é que os filmes sejam graaaaandes filmes, mas são filmes que me divertem, que me distraem e que me fazem passar um bom bocado.
Este não foi excepção. Vi-o no cinema, mais uma vez numa escolha repentina e foi uma boa escolha.
Ryan Reynolds até desfigurado é assim a coisinha linda a que estamos habituadAs :) com o pormenor - que eu adoro - de ser um papel cómico!
Gostei bastante.


terça-feira, 19 de janeiro de 2016

82.


Titulo: The Girl In The Book ("A Rapariga do Livro")
Ano: 2015
Realizador: Marya Cohn
Elenco: Emily Vancamp, Michael Nyqvist, Ana Mulvoy

Começo por dizer que o motivo que leva à história do filme é absolutamente nojento.
Depois digo que uma das coisas que se fazem por amor ao longo deste drama, eu já fiz algo bastante similar :) 
É um "filmezinho". Vê-se bem, mas pouco mais que isso.

81.


Titulo: Where Hope Grows ("Onde Cresce a Esperança")
Ano: 2014
Realizador: Chris Dowling
Elenco: Kristoffer Polaha, David DeSanctis, Danica McKellar ...


A história de um encontro casual que se tornou numa amizade improvável. E a lição de que não somos todos diferentes. Somos, isso sim, todos iguais... Em direitos e deveres. 
O fim foi inesperado. E se me fez chorar, gostei :)

Oh Kristoffer, vem ser giro assim para estas bandas :D quanto charme pode caber num homem só? 

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

80.


Titulo: Room ("Quarto")
Ano: 2015
Realizador: Lenny Abrahamson
Elenco: Brie Larson, Jacob Tremblay, Sean Bridgers ...

Mais um filme visto sem conhecer, sem nunca sequer ter ouvido falar dele. E mais uma surpresa! 
Fiz um esforço por não ler nenhum comentário existente na página (sim, eu vejo os filmes online, e não tenho vergonha disso), só o fazendo depois de o ver.
Percebe-se facilmente logo ao inicio qual é a historia do filme, mas eu pelo menos não estava à espera que ele se desenrolasse como desenrolou. E foi uma boa surpresa.
É um filme forte, com uma história que, saberá Deus quantas mais histórias iguais existirão por esse Mundo fora, a acontecer neste preciso momento. E nem todas com um tão esperado final feliz.
A história de quem morreu e renasceu. Aconselho-vos a ver.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

79.


Titulo: The Danish Girl ("A Rapariga Dinamarquesa")
Ano: 2015
Realizador: Tom Hooper
Elenco: Eddie Redmayne, Alicia Vikander, Amber Heard ...

Voltei à minha saga cinéfila... A verdade é que para 2016, uma das resoluções passa por ver mais filmes. 
Decidi que este ano deveria começar com este filme e que bela escolha. 
Um filme muito bem conseguido, uma interpretação brilhante de Eddie Redmayne (confesso que depois da "Teoria de Tudo" nunca esperei que este senhor conseguisse superar-se, mas a verdade é que está a mostrar-se um grandioso actor). 
Tal como eu gosto, é um filme baseado em acontecimentos reais, e gostei de saber que um tema que a mim nunca me tinha dito nada até ver este filme (a transsexualidade) já é "assunto" há muitos - mas mesmos muitos - anos atrás. 
Chorei q.b. (ok, chorei mais do que era suposto...)! 

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

78.

Então tenham um bom ano, sim?
Deste lado andamos sem tempo praticamente nenhum, mas com uma lista gigante de coisas a concretizar em 2016.

2015 foi um ano péssimo e não podia ter acabado pior, mas 2016 tem tudo para redimir esse seu "irmão". E que as forças do Universo estejam todas comigo :)

Beijinhos, pessoas que ainda se lembram de mim ♥